Voltar

31/08/2017 10:51

Anvisa suspende comercialização de lotes de paracetamol e amoxilina

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu lotes de medicamentos após a identificação de problema de qualidade e no processo de fabricação. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (30) no Diário Oficial da União.

De acordo com o órgão, estão suspensos em todo o Brasil a distribuição e a comercialização do medicamento genérico “Parecetamol solução oral 200mg/mL”, lote 0130/16, com validade em março de 2018, fabricado pela Hipolabor Farmacêutica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O medicamento foi suspenso depois que o Laboratório Central de Saúde do Governo de Santa Catarina identificou um material sólido na solução que deveria ser totalmente líquida. O caso foi classificado como de baixo risco e a ação é preventiva.

Além disso, está proibido o medicamento Amoxil BD (amoxilina), da empresa Glaxosmithkline, nas concentrações 200 mg/5 ml e 400 mg/5 ml. O motivo da suspensão ocorreu depois que o fabricante mudou a forma de fabricação do princípio ativo do medicamento. Quando isso acontece, é necessário que a Anvisa faça uma autorização prévia para garantir que a mudança não altere o funcionamento do medicamento no organismo e o tratamento dos pacientes.

O paracetamol é um medicamento muito comum utilizado para a redução da dor e da febre em gripes. Já a amoxilina, é um antibiótico recomendado usualmente para infecções das vias respiratórias. A Anvisa divulgou que a ação é preventiva e tem como objetivo evitar prejuízos ao consumidor.

O Minha Vida tentou contato com as empresas, mas até o fechamento desta matéria a marca não se pronunciou sobre o ocorrido.


← Voltar