Voltar

15/09/2020 17:04

Bate-papo sobre fotografia lambe-lambe é destaque no #MISemCasa

Museu promove uma conversa que aborda os antigos fotógrafos de rua conhecidos como "lambe-lambe", em São Paulo e Belo Horizonte.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Em conjunto com a Prefeitura de Bragança Paulista, o Museu da Imagem e do Som, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, inaugura uma parceria com a Casa Fiat de Cultura, de Belo Horizonte.

Os equipamentos culturais realizarão um intercâmbio de conhecimento com ações em conjuntas que visam promover o acesso e a difusão da cultura paulista e mineira.

A estreia da parceria acontece nesta terça-feira, 15, às 17h, no canal do Youtube do MIS, com o bate-papo "Lambe-lambe: fotógrafos de rua em Belo Horizonte e São Paulo", que abordará a obras que foram destaque de uma das primeiras coleções do acervo do Museu. A exposição online da coleção pode ser conferida na plataforma Google Arts & Culture.

Durante o bate-papo ao vivo, a supervisora de acervo do MIS, Patricia Lira, e a diretora de patrimônio cultural e arquivo público de Belo Horizonte, Françoise Jean, falarão sobre o ofício de fotógrafo lambe-lambe como patrimônio imaterial e as diferenças e similaridades nas capitais mineira e paulista.

Além da conversa sobre fotografia, completam a programação do #MISemCasa desta semana o depoimento do cineasta Vladimir Carvalho, que integra a Coleção Memória do Cinema do Acervo MIS, Notas Contemporâneas com Jane Duboc, Pontos MIS - Bate-papo de cinema com o filme Histórias que só existem quando lembradas e mais um episódio da Mostra Cinema de Acervo.

A organização oferece mais de 30 cursos online nas mais diversas áreas do conhecimento como cinema, HQ, fotografia, videoclipes, séries, história da arte e música. A lista completa e todos os detalhes podem ser conferidos no site do Museu.

 

Programação #MISemCasa | 14 a 20.09 14.09

  • 16.09 | Quarta-feira | 20h | Notas Contemporâneas – Jane Duboc

O programa Notas Contemporâneas registra depoimentos de significativos nomes do cenário musical brasileiro, erudito e popular, cuidando da manutenção da prática de história oral do MIS, um dos pilares de criação do museu.

Uma série de edições inéditas a partir desse material vem sendo apresentada com organização e curadoria da historiadora Rosana Caramaschi, responsável pela entrevista, pesquisa e roteiros desde a primeira edição do programa em 2011.

Jane Duboc Vaquer é compositora, cantora e instrumentista. Participou do programa Notas Contemporâneas em abril de 2014 e contou detalhes de sua trajetória em duas entrevistas, a primeira, em estúdio, e a segunda, no Auditório MIS, e com a presença do público.

A cantora é uma das principais vozes da música brasileira e alcançou sucesso nos anos 80 com temas românticos como Chama da paixão, Sonhos e Besame, sendo esta uma parceria com Flávio Venturini e incluída na trilha da novela Vale Tudo, de 1988.

 

  • 17.09 | Quinta-feira | 20h | Mostra Cinema de Acervo – A vida como ela é

A campanha #MISemCASA apresenta a Mostra Cinema de Acervo, uma seleção de filmes brasileiros digitalizados a partir de material físico tais como 16mm, 35mm ou Super 8, disponíveis no Acervo MIS.

As produções selecionadas, tanto ficções quanto documentários, apresentam um panorama da produção nacional realizadas desde o final da década de 1970 até o final da década de 1990, refletindo sobre questões políticas e sociais do Brasil em distintas épocas.

Nesta semana, o recorte A vida como ela é exibe dois curtas-metragens que foram produzidos com o intuito de questionar e refletir sobre as mazelas vividas por determinados personagens da sociedade e como cada um, a seu modo, sobrevive.

No filme Primeira chance, dirigido por Roberto Santos, o renomado diretor Roberto Santos questiona o sistema de ensino e suas falhas. Já Danielle carnaval e cinzas, dirigido por José Augusto Iwersen, convida o público a entrar na casa e na vida de Danielle, neste curta considerado um dos pioneiros a abordar o universo LGBTQIA+ sem recorrer a estereótipos, tendo sido ganhador do prêmio de melhor filme no Super Festival Nacional do Filme Super 8, de 1979.

 

  •  19.09 | Sábado | 18h | Bate-papo de Cinema Pontos MIS | Histórias que só existem quando lembradas

O programa que traz uma sessão de cinema online seguida por bate-papo ao vivo apresenta neste sábado, 19, o filme Histórias que só existem quando lembradas, dirigido por Julia Murat.

Para assistir gratuitamente ao filme, que ficará disponível ao público entre os dias 17 e 19 de setembro, basta preencher um cadastro - Clique aqui para acessar.

O bate-papo ao vivo acontece às 18h, no canal do MIS no Youtube, e conta com a participação de Julia Murat, Mariana Setubal, Natalia Tonda e com mediação de Vanise Carneiro.

Sobre o filme: Jotuamba é uma cidade fictícia, ambientada no Vale do Paraíba, onde, nos anos 1930, grandes fazendas de café faliram - e cidades antes ricas se tornaram quase fantasmas. Lá vive Madalena, a velha padeira, presa à memória de seu marido morto e enterrado no único cemitério da cidade, hoje trancado. Rita, uma jovem fotógrafa, chega à procura de trens abandonados, e pouco a pouco modifica o cotidiano de Madalena e da vila.

 

  • 20.09 | Domingo | 17h | #Cineciência ao vivo – O jogo da imitação

O #CineCiência, tradicional programa do MIS, aborda neste domingo, às 17h, o longa O jogo da imitação, dirigido por Morten Tyldum.

Com mediação de José Luiz Goldfarb, curador do projeto, os convidados desta edição, Walter Carnielli e Mariana Marcilio, irão debater a história da computação e o surgimento do mundo virtual, bem como presença das mulheres e homofobia nesse contexto.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Bragança Paulista


← Voltar