Voltar

04/09/2017 13:43

Bragança recebe médicas do Programa Mais Médicos para atuarem na saúde

Na tarde da última sexta-feira, dia 1, a Administração Municipal apresentou as cinco médicas cubanas que integrarão as equipes de profissionais da saúde que atuam na Atenção Básica do município. Médica do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, as generalistas atuarão nas Unidades Básicas de Saúde da cidade a partir desta segunda-feira.

Estavam presentes na solenidade o Prefeito Jesus Chedid, vice Amauri Sodré, a Secretária Municipal de Saúde, Marina de Oliveira, os vereadores Beth Chedid, Paulo Mário, Rita Leme, Dr. Cláudio Duarte e Ditinho Bueno, além dos demais secretários municipais e profissionais que trabalham na Secretaria de Saúde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A conquista de mais médicos do programa para a cidade decorre de uma das solicitações feitas ao Ministério da Saúde durante uma das visitas em Brasília no início do ano, por intermédio do Deputado Estadual Edmir Chedid. A demanda por mais médicos atuando na saúde básica do município foi um dos principais assuntos discutidos com Ministro Ricardo Barros.

A Secretária de Saúde ressaltou que o município tem capacidade para receber 20 médicos do programa e, atualmente, conta com 2 que já atuam no município, nas unidades dos bairros Jardim Águas Claras e Vila Davi. O Prefeito Jesus Chedid afirmou que em breve Bragança receberá mais profissionais do Programa.

As cinco médicas são Xu Xanmey Alfonso Lorenzo, Yanisleydi Collazo Bruzon, Yessenia Bernalç Rosales, Katiuska Fuoman Beritan e Mercedes Moreno Padron, e atuarão nas Unidades Básicas de Saúde, respectivamente, dos bairros Jardim São Miguel, Parque dos Estados, Planejada II, Vila Davi e CDHU.

O Programa Mais Médicos (PMM), do Governo Federal, com apoio de estados e municípios, visa a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de levar mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais, o programa prevê, ainda, mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais.

Assim, o programa busca resolver a questão emergencial do atendimento básico ao cidadão, mas também cria condições para continuar a garantir um atendimento qualificado no futuro para aqueles que acessam cotidianamente o SUS. Além de estender o acesso, o programa provoca melhorias na qualidade e humaniza o atendimento, com médicos que criam vínculos com seus pacientes e com a comunidade.


← Voltar