Voltar

06/03/2018 00:17

Bragantino vence, embala e afunda a Ponte Preta em crise

 

Bragantino vence, embala e afunda a Ponte Preta em crise

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O Bragantino parece determinado a ficar com uma das vagas na próxima fase do Campeonato Paulista. No encerramento da 10º rodada, o Braga não se intimidou no Moisés Lucarelli, em Campinas, e venceu a Ponte Preta por 1 a 0 na noite dessa segunda-feira.

Os três pontos levaram os visitantes para os 15 somados, atrás apenas do Corinthians, que tem 17, no Grupo A. Ituano, com 14, e Linense, com seis, estão atrás. Por outro lado, a Macaca estaciona nos 10 pontos, três atrás do São Caetano, agora vice-líder do Grupo B, que tem o São Paulo na ponta com 14. O Santo André segura a lanterna com oito pontos.

Além disso, a Ponte Preta é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento na classificação geral e precisa reagir para não sofrer o segundo descenso seguido, já que acabou caindo para a Série B no Campeonato Brasileiro em dezembro.

A vitória nessa segunda representou o quarto jogo de invencibilidade do Bragantino e a sétima partida sem vitória da Ponte Preta.


Matheus Peixoto marcou o gol da vitória do Bragantino ainda no primeiro tempo 
O início do jogo até animou a torcida local. Renan Fonseca por pouco não abriu o placar após bola cruzada à área. A trave salvou o Bragantino, que foi fatal em sua resposta, aos 33.

Matheus Peixoto recebeu com liberdade entre os zagueiros e tocou na saída do goleiro Ivan.

O gol deixou o jogo nervoso, principalmente pela impaciência da torcida da Ponte, que vaiou o time com o fim do primeiro tempo. A situação só piorou o clima e se refletiu dentro de campo com uma equipe desorganizada e afoita.

Na etapa final, apesar de uma boa chance para o Braga com Silvinho e de um lance de ouro que Léo Arthur desperdiçou para os donos da casa, o confronto ficou marcado mais pelas jogadas truncadas do que por grandes momentos técnicos.

Dessa forma, o Bragantino pôde comemorar mais uma vitória e o salto na tabela. Para a Ponte, restou mais uma vez lamentar e suportar a pressão da torcida.

( Gazeta Esportiva)


← Voltar