Voltar

03/07/2018 17:27

Desafio para o novo secretário com obras na cidade



SECRETÁRIO DE MOBILIDADE TEM DESAFIOS PELA FRENTE COM OBRAS EM ANDAMENTO
 
Na sexta-feira, 29, a Prefeitura da Estância de Bragança Paulista comunicou que o Secretário Municipal de Mobilidade Urbana, Manoel Marcos Botelho, deixou o cargo para  assumir um o cargo de Diretor Administrativo e Financeiro da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) que fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba e Litoral Norte.

Manoel Botelho é o quarto secretário a deixar a administração.Adilson Condesso deixou a secretaria Municipal de Educação para ser diretor de Ensino de Bragança Paulista e região,  Dorival Francisco Bertin e Cléber Centini Cassali, deixaram os cargos por causa de ações judiciais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assim como fez nas três outras pastas, Jesus Chedid, nomeou um secretário interino. Desta vez o escolhido foi Fernando Martinez, atual Chefe da Divisão de Planejamento.

Botelho em sua despedida disse que dará “continuidade nos projetos de mobilidade e segurança no trânsito”, pois continuará residindo na cidade e assim poderá acompanhar de perto as obras.

O secretário interino, terá muitos desafios pela frente, afinal a pasta foi criada há um ano e meio e  é alvo de muitas reclamações, com obras inacabadas que tem gerado desconforto a população ao invés da prometida fluidez e segurança na via.

Praticamente tudo que foi implantando neste um ano e meio na área de Mobilidade, vinha de projetos duramente criticados de outras administrações e bragantinos aguardam melhorias no tráfego urgentes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Exemplo disto, são as obras na Avenida Nove de Julho, que parecem não ter fim e as obras nas rotatórias da Avenida dos Imigrantes.

Segundo dados da Prefeitura, atualmente, cerca de 43 mil veículos circulam na via e as mudanças visam proporcionar mais segurança e fluidez no tráfego.

As obras já fazem parte de um acordo da administração anterior com o Bragança Garden Shopping e prevê a retirada das rotatórias e a implantação semafórica nos cruzamentos da avenida, como compensação diante do impacto que a obra traria no trânsito local. O

As obras contemplam alterações em 7 interseções da Av. dos Imigrantes (Praça 9 de Julho, Av. Europa, Rua Felipe Siqueira, Av. Alberto Diniz, rotatória próxima ao Fórum, rotatória próxima à Câmara Municipal e rotatória que faz a ligação com a Rodovia Capitão Barduíno).

Destas interseções apenas a da Av. Alberto Diniz não receberá sinalização semafórica, e todas passarão por correção geométrica, sinalização horizontal e vertical.

Segundo a Prefeitura, após a realização das obras civis e a instalação total do conjunto semafórico, será implementada a onda verde, conjunto de semáforos inteligentes.

A ideia é que com a onda verde, o motorista passa em um semáforo e na medida que se aproxima do próximo, ele abre.

O que a população vê, por enquanto, entretanto é congestionamento e acidentes,  principalmente no trecho do Fórum até a Câmara Municipal, onde os serviços já foram executados.

Além de garantir o fim das obras outro desafio para o novo secretário é a implantação de dispositivos eletrônicos de fiscalização e segurança no trânsito já que radares e OCRs (equipamento que registram entrada e saída de veículos na cidade) estão desligados desde o final de maio, porque a Secretaria de Mobilidade não conseguiu finalizar a licitação antes do fim do contrato anterior.

A tão esperada Zona Azul eletrônica também é um desafio para o secretário interino, pois embora uma licitação tenha sido aberta, ainda não saiu do papel.

 (Bragança em Pauta)


← Voltar