Voltar

20/09/2018 21:05

Fim a demanda de anos de problema de enchentes na região do Posto Capivarão

O prefeito em exercício Amauri Sodré recebeu na ultima quinta-feira, dia 13, no gabinete da Prefeitura, o Sr. João Gustavo Lima Valle, sócio-proprietário da empresa João R. Valle & Cia Ltda, (Posto Capivarão) situado na Avenida Dom Pedro I, 2526 (Variante do Taboão) em Bragança Paulista, para informar o início imediato das obras que colocarão fim a problemática do aterramento responsável pelo represamento das águas do ribeirão que liga o Lago do Santa Helena e Lago do Taboão, cujo problema originou uma ação judicial movida por moradores das redondezas em processo que se arrastava por muitos anos.

Recentemente o judiciário determinou a realização das obras de desfazimento de todo o aterro de responsabilidade da empresa João R. Valle & Cia Ltda e para evitar novas demandas na fase de cumprimento de sentença, a Prefeitura interveio junto as partes litigantes para que realizassem um acordo visando a realização imediata das obras necessárias para evitar as enchentes já na próxima temporada de chuvas. Depois de algumas reuniões um acordo foi celebrado entre as partes interessadas e homologado pelo Juiz da 2ª Vara Cível Dr. Frederico Lopes Azevedo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agora pelo projeto alternativo acordado pelas partes, os responsáveis pelo Posto Capivarão terão até dia 10 de dezembro para a conclusão da obra de implantação de nova linha de bueiros, visando solucionar os problemas de enchentes que afetam a região da Rua Francisco Luigi Picarelli, próximo ao lago Santa Helena e que também invadem imóveis na proximidade em especial da propriedade da Sra. Daisy Lourdes Maciel, autora da ação judicial.

Conforme informou o Secretário Municipal de Assuntos Jurídicos, Dr Tiago José Lopes e com a aprovação da Secretaria de Obras da Prefeitura, neste projeto foi dimensionada, uma linha de bueiro simples de Concreto Armado, com dimensões de 2,50 m x 2,50 m (livre), assentados paralelos às linhas já assistentes (02 galerias de 1,50 m de diâmetro), com a função de captar e encaminhar as águas das chuvas, no final da linha projetada.

De acordo com o projeto a obra acabará com as enchentes, pois se levado em consideração a maior chuva de 2018 que foi em 11 de janeiro, de 38,8 mm/h, para a mesma chuva a nova galeria suportará um volume de 1,93 vezes maior, ou seja, quase o dobro de capacidade.

Paralelo a isto a empresa João R. Valle & Cia Ltda, também após interferência da Prefeitura, esta realizando as obras de desobstrução de galerias de águas pluviais da área do Telha Norte, que represavam as águas oriundas das margens da Variante do Taboão e que causavam enchentes nos imóveis da região conhecida como Bulgarelli/Del Orti.

Com estas obras, mais as intervenções já realizadas pela Secretaria de Serviços na região, espera-se que na próxima temporada de chuva a cidade fique livre de dois pontos de graves alagamentos que causavam muitos transtornos aos moradores e ao trafego de veículos nas vias adjacentes.

Fonte: +Bragança


← Voltar