Voltar

18/09/2018 22:23

Mercado Municipal da Zona Norte vai gerar mais de 150 empregos diretos

A Prefeitura segue empenhada na execução de obras importantes para a reconstrução de Bragança. Com o apoio de parlamentares, a busca e captação de recursos desta gestão está resultando na realização de grandes projetos e obras, ofertando melhorias para a população.

Nesta terça-feira (18/09), a Administração recebeu o Coordenador de Projetos Renan Chama Martin, representante da empresa CITPlan, para falar sobre o andamento do projeto para a implantação do Mercado Municipal da zona norte. Durante a reunião, foi apresentado o escopo do projeto arquitetônico, a edificação e como será disponibilizada toda a infraestrutura do Mercado em animação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o Vereador Mario B. Silva, participante da reunião, a estimativa é que o mercado gere aproximadamente 150 novos empregos diretos, além de proporcionar aos produtores familiares rurais de Bragança Paulista e região local adequado, com infraestrutura e boa operabilidade para a comercialização de seus produtos, um local estratégico para atendimento das demandas quanto aos produtos oferecidos pelos agricultores.

Renan informou durante a reunião que a empresa está com o projeto executivo praticamente finalizado e pretende entregá-lo até o final do mês. Feito isso, a Prefeitura pode encaminhá-lo para aprovação da Caixa Econômica Federal e dar andamento à execução das obras.

O Mercado contará com amplo estacionamento, com vagas para idosos e para pessoas com deficiência. A área construída do mercado municipal será de 2.749 m², no local que possui área de 18.648,95 m².

No pavimento térreo, serão 27 bancas para utilização do comércio e exposição de produtores; 3 bancas destinadas à açougues e peixarias; elevador para pessoas com deficiência (PCD); banheiros masculino, feminino e PCD.

No mezanino, sala para administração, 3 salas de treinamento copa exclusiva para funcionários; elevador para PCD, banheiros masculino, feminino e para PCD, área de depósitos e materiais de limpeza e administrativo, área para transporte vertical de mercadorias, saída de emergência, totalizando uma área construída de 350 m².

No 1º pavimento, praça de alimentação; 3 bancadas dedicadas a restaurantes; espaço gourmet; elevador para PCD; banheiros masculino, feminino e PCD; áreas para fraldário e amamentação; área para higienização; depósito de lixo e material de limpeza; transporte vertical de mercadorias, saídas de emergência em uma área construída de 799m². O terraço no primeiro pavimento terá área de 300 m², passarela para acesso à Rua Jun Ichi Ichimaru.

O Mercado será instalado anexo ao Centro de Abastecimento Dr. Paulo Eiti Takazaki, popularmente conhecido como Ceasinha e a casa do Mel, situados no Jardim Fraternidade, que serão mantidos, sem com as devidas adaptações e reformas.

Fonte: +Bragança


← Voltar