Voltar

18/06/2018 14:34

Novo Comandante assume a PM em Bragança

 

O Major Arthur Velloso Junior assumiu o 34º Batalhão de Polícia Militar do Interior na última segunda-feira, 11, em substituição à Ten Cel Soraya Corrêa Alvarez, transferida para o Centro de Atenção Psicológica e Social (CAPS) da PM.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As promoções e transferências de oficiais da PM foram publicadas na edição do Diário Oficial do Estado de São Paulo na semana passada. o major, que estava no 49º BPM/I de Jundiaí, mas reside em Bragança Paulista e serviu o 34º BPM/I de 2009 a 2016, afirmou se sentir seguro no município, devido aos baixos índices de criminalidade.

“Como cidadão, me sinto seguro em Bragança”, 
diz Major da PM

“Como cidadão, me sinto seguro aqui em Bragança. Muitos podem achar que é demagogia, que para mim é fácil falar porque tenho porte de arma e sou policial, mas os índices de criminalidade aqui, embora existam, são baixos, principalmente se comparados a grandes centros. Trabalhei metade da minha carreira como policial em São Paulo e posso assegurar o quanto é mais perigoso para qualquer cidadão. Não à toa trouxe minha família para residir aqui na cidade”, afirma.

Em Bragança Paulista, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), o índice de homicídios por 100 mil habitantes em 2016 foi de cerca de 4,3. Em 2017 houve um aumento para aproximadamente 6,7, ainda assim abaixo do Brasil e do estado de São Paulo. Segundo o Atlas da Violência 2018, com base em dados do Ministério da Saúde em 2016, divulgado no início deste mês, o Brasil atingiu a taxa de 30,3 assassinatos para cada 100 mil habitantes. São Paulo tem taxa de 10,9. Não há dados referentes aos municípios nesse estudo.

Quanto às outras modalidades criminosas, como furtos e roubos, segundo o major, o combate pode ser mais eficaz se a polícia tiver criatividade. “Cada um que está na viatura tem que estar engajado, fazer o policiamento comunitário, conhecer a população e se aproximar dela. É preciso também entender os índices de criminalidade e estar atento a quem são os delinqüentes, para utilizar estratégias que previnam o crime”, comenta.

Velloso disse também que vai procurar aprimorar o atendimento da PM à população, oferecer treinamentos aos policiais e investir na saúde física e mental dos integrantes da corporação.

“O PM, se não estiver com a saúde física e mental em dia, não consegue oferecer segurança à população. Além disso, é preciso oferecer treinamento policial. Quanto maior o número de vezes que se treina, melhor a aplicabilidade das técnicas necessárias nas ocorrências. E quanto maior a eficácia da polícia, maior a sensação de segurança da população”, diz.

A sede do 34º BPM/I, que teve entrada mudada para a Avenida Plínio Salgado nos últimos anos, na mesma portaria das viaturas, retornou à Avenida José Gomes da Rocha Leal. Com isso, o major espera que a população possa se sentir mais próxima da PM.

“Essa portaria é uma referência para a população, é a entrada social do 34º Batalhão, que está de portas abertas para a população. Foi muito feliz o Major Liberato [Luis Liberato do Nascimento, que estava no comando interino e foi transferido para o 49º BPM/I] de ter voltado a entrada para a frente do prédio. Transparece que a PM está à disposição da comunidade”, ressalta.

COMANDO

O posto de comandante é tradicionalmente de um tenente coronel. Entretanto, na última movimentação de oficiais não foi designado nenhum da patente para o município. Mesmo sendo major, por ser da cidade e ter trabalhado alguns anos na PM local, Velloso espera ficar mais tempo no cargo que os antecessores, que não completaram sequer um ano.

“Tenho o respaldo do comando de CPI-2 [de Campinas, que comanda o 34º BPMI] e tempo suficiente de Polícia Militar para ser promovido. Entretanto, assim como eu, outros com ainda mais tempo aguardam vagas do governo do estado para promoções a tenente coronel. É possível que em dezembro desse ano eu seja promovido, mas o mais provável é na movimentação de maio do ano que vem”, finaliza.

 (BJD)


← Voltar