Voltar

16/06/2016 22:32

População também se manifesta contra o prefeito

Diante da corrupção que assola o país e das últimas denúncias e investigações da Operação Lava Jato, que também envolvem o ex-presidente Lula, a população saiu para as ruas no domingo, 13, com cartazes e faixas pedindo a saída da presidenta Dilma Rousseff (PT) do governo.
Mais de 3,6 milhões de pessoas se manifestaram em pelo menos 250 cidades brasileiras, sendo considerado o maior ato da história do país. Em São Paulo, de acordo com a Polícia Militar, cerca de 1,4 milhão pessoas participaram da manifestação na Av. Paulista.
BRAGANÇA- Em Bragança, cerca de duas mil pessoas manifestaram, segundo estimativa da PM. A insatisfação contra o prefeito Fernão Dias (PT) também foi destacada no protesto. Bragança parece não ter administrador, considerando o abandono da cidade, a falta de ações políticas e de governabilidade.
A concentração foi na praça central, às 16h. Depois caminharam pela Av. Antonio Pires Pimentel e encerraram o ato no Lago do Taboão. Segundo apurado pela GB, alguns manifestantes de Bragança fretaram ônibus para participarem do ato na capital do Estado.
GUARUJÁ- Em Guarujá, litoral de SP, a manifestação ocorreu em frente a um prédio localizado na praia das Astúrias. Na quinta-feira, 10, o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e mais seis pessoas na denúncia em que acusa o ex-presidente de esconder que é dono de um triplex no local.
GOVERNO- A Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República divulgou na noite de domingo nota em que afirma que “a liberdade de manifestação é própria das democracias” e deve ser respeitada por todos.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fomnte: Gazeta Bragantina


← Voltar