Voltar

08/05/2020 12:02

Prefeitura solicita inclusão do município na flexibilização da quarentena

O ofício foi encaminhado ao Governo do Estado de São Paulo

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No município, diversas medidas foram adotadas para enfrentamento ao vírus e a proteção da população bragantina, seguindo as orientações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério Público do Estado de São Paulo, bem como as determinações dos decretos do Governo.

Bragança Paulista foi uma das primeiras cidades do estado a adotar medidas administrativas para preservação da saúde de toda a população e redução da propagação do vírus no município, antes mesmo das decisões do Governo do Estado. Considerando que a cidade já vem seguindo as medidas de isolamento social, a Administração Municipal elaborou um plano para retomada das atividades no município e encaminhou ao Governo, solicitando a inclusão de Bragança na flexibilização da quarentena.

No documento foram apresentadas todas as medidas implantadas na cidade como as normas municipais editadas para enfrentamento a pandemia. A área de Saúde também promoveu diversas ações, frente ao Coronavírus como a elaboração de boletins diários, a  implantação de um Hospital de Campanha, disponibilização de equipamentos de proteção individual (EPIs) aos funcionários e de vacina para imunização contra o vírus influenza, aquisição de mais de 11 mil testes rápidos para testagem, contratação de laboratório particular para realização de testes moleculares para pacientes internados, monitoramento diário, designação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Bom Jesus para atendimento exclusivo a pacientes com síndrome gripal, implantação de uma cabine de higienização na entrada da UPA Bom Jesus, assim como a desinfecção e higienização diárias de ruas, logradouros e prédios públicos, entre outros.

Também foram adotadas iniciativas para colaborar no isolamento das pessoas, visando evitar a dispersão do vírus no município como a suspensão e proibição de eventos e atividades, bem como de todas as atividades e serviços privados não essenciais e fiscalização e orientação por parte da Guarda Civil Municipal (GCM), dentre outras ações.

Para diminuição dos impactos negativos sobre a renda, economia e finanças do município foram criadas ações como a intensificação da abordagem social às pessoas em situação de rua, implantação do programa "Kit Alimentação Escolar", desenvolvimento da campanha de Ação Solidária, prorrogação de diversos prazos para pagamentos de impostos e taxas, entre outros. Assim como a ampla divulgação referente à pandemia com "lives" diárias nas redes sociais, carros de som nas ruas, avião com som para atingir a zona rural, criação da Central de Atendimento ao Público (CAP) e outras atividades.

O plano de retomada gradual de atividades dispõe de diretrizes para a retomada das atividades econômicas, seguindo protocolos de saúde, planos, campanhas educativas, medidas de prevenção e segurança, além das etapas sugeridas com prazos e condições para restabelecer a normalidade no município, sem deixar de se preocupar com o Coronavírus.

O documento e o relatório de ações foram encaminhados ao Governador do Estado de São Paulo João Dória, ao Vice-Governador Rodrigo Garcia, para o Secretário de Desenvolvimento Regional Marco Vinholi, ao Secretário da Saúde Dr. José Henrique Germann Ferreira, à Secretária Estadual de Desenvolvimento Social Célia Parnes, para o  Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus Dr. David Uip, bem como ao Deputado Estadual Edmir Chedid, ao Secretário da Habitação Flávio Amary e a Secretária de Desenvolvimento Econômico Patrícia Ellen da Silva.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Bragança Paulista


← Voltar